BOLO RAÍNHA

                                     


Para terminar o Ano Velho em beleza e entrar no Ano Novo com o coração (e a boca ) doce, fiz este Bolo Rainha que foi muito apreciado.
A receita original é da Lenita do blog Tentações Sobre a Mesa, que merece a vossa visita.
Eu fiz algumas alterações ao meu gosto, por exemplo, substituí a cerveja por vinho do Porto e é a minha receita que aqui registo.
Também usei a Máquina de Fazer Pão, mas de um modo diferente: não fiz os 2 ciclos completos.
Cada ciclo tem 2 fases: uma em que aquece e bate a massa e depois pára, e outro que volta a bater (apita para acrescentar os frutos secos) e aquece até levedar.
Quando faço pão, espero pela 1ª fase e logo que a MFP pára, desligo e volto a programar desde o princípio. Para o Bolo Rei ou Raínha voltei 2 vezes à 1ª fase e só à 3ª é que deixei completar o programa. O Bolo ficou muito fofo, até parecia de compra!
Se não tiver MFP, use a batedeira com os ganchos próprios para bater massas lêvedas e deixe bater durante 15 a 20 minutos. A massa fica muito mole e macia mas deve soltar-se das paredes da batedeira. Para trabalhar a massa enfarinhe as mãos e a bancada.

BOLO RAÍNHA

550g de farinha de trigo sem fermento (T55 ou T65)
100ml de leite morno
1 saqueta de fermento seco de padeiro ou 1 cubo de fermento fresco (25g)
100g de manteiga derretida
3 gemas de ovos
100ml de vinho do Porto
sumo de 1 laranja
2 colheres de sopa de aguardente (facultativo)
125g de açúcar amarelo (150g para os muito gulosos)
raspa de 1 limão e de 1 laranja
1 pitada de sal
gema de ovo para pincelar
250g de frutos secos picados (pode incluir passas, cranberries, etc)
100g de frutos secos inteiros para decorar (nozes, amêndoas, pinhões)
Açúcar em pó para polvilhar (usei do branco para os montinhos)

Preparação:

1 - Ponha o açúcar numa tigela, junte a raspa do limão e da laranja e misture com a ponta dos dedos para impregnar bem os aromas. Reserve.
2 - Derreta a margarina, junte as gemas, o vinho do Porto, o sumo da laranja e a aguardente se usar. Reserve.
3 - Amorne o leite e desfaça nele o fermento de padeiro e deite na cuba da MFP. Junte o açúcar e os líquidos reservados.
4 - Cubra com a farinha e por fim, coloque o sal.
5 - Programe para Massas (6) e deixe fazer a 1ª fase até a MFP parar. Desligue e volte a programar.
6 - Espere que a MFP bata de novo e volte a parar.
7 - Programe de novo e cumpra o ciclo até ao final. Ao sinal sonoro, junte os frutos secos picados.
8 - Entretanto forre um tabuleiro grande com papel vegetal ou unte e enfarinhe uma forma grande de buraco.
8 - Findo o ciclo, retire a massa para a bancada enfarinhada e amasse um pouco para lhe retirar o ar.
9 -  Dê a forma de uma coroa e coloque no tabuleiro ou na forma que preparou. Se puser num tabuleiro, unte o exterior de uma tigelinha com óleo e coloque no centro para o "buraco" não fechar durante o resto do processo.
10 - Misture a gema reservada com uma colher de sopa de leite e pincele toda a superfície do bolo. Decore com os frutos secos inteiros que reservou, alternando com montinhos de açúcar branco ou em pó.
11 - Cubra com um pano limpo e deixe levedar durante cerca de 1 hora em local aquecido, até dobrar de volume.
12 - !0 minutos antes de terminar a levedagem aqueça o forno a 180º e coloque um tachinho de inox ou pirex com água na base do forno, para que o bolo não queime por baixo.
13 - Leve o bolo ao forno quente para cozer durante 35 a 40 minutos, até ficar dourado.



Que o Novo Ano de 2017 traga tudo Bom para todos.
Beijinhos da

Bombom

FELIZ 2017



2016 está quase a terminar e não me deixa saudades.
É certo que teve bons momentos, mas também me trouxe uma grande perda.
E perder uma MÃE nunca é fácil, por mais fortes que sejamos.
Durante meses, não consegui voltar ao convívio dos Amigos do Meu Estaminé.
Como podem calcular, o meu Natal não foi muito alegre mas recebi um presente que me revigorou: os gestos de carinho de toda a Família e de muitos Amigos e Amigas.
Por isso, hoje estou aqui para dar Graças a Deus por todas as maravilhas que me aconteceram em 2016 e agradecer-Lhe a Força e Coragem que a sua Misericórdia sempre me concedeu.

                                     FELIZ 2017

Que o Novo Ano que está quase a chegar nos traga a todos mais Paz, mais Luz, mais Amor incondicional, mais Compreensão e Misericórdia.
Que nos traga muita Saúde e o Dinheiro (Trabalho / Emprego) necessário.
Que os nossos sonhos se cumpram e sintamos a Alegria do sucesso.
É o que desejo para todos os que estão no meu coração, assim como para todos os Amigos.
SEJAM FELIZES!

Beijinhos da

Bombom



DESCAROÇADOR DE MELÃO, PAPAIA E MAMÃO


Não sei se já conhecem este "instrumento", mas eu achei muita graça quando o encontrei numa loja chinesa (dos trezentos, em gíria antiga).
É bastante prático porque não precisamos de sujar tanto as mãos e as pevides ou graínhas saem junto com os filamentos (tripas) que as seguram.


Se os virem nalguma loja, já sabem para que servem.

Boa semana.
Beijinhos da
Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

CONCENTRADO DE LIMÃO ( XAROPE )


Nestes dias em que o calor aperta, sabe muito bem um Refresco de Limão. Para que o tenham preparado e sempre à mão, aqui fica a receita do Concentrado, que é muito fácil de preparar.

Concentrado de Limão (Xarope)

800 g de açúcar branco
250 ml de água (2,5 dl)
250 ml de sumo de limão (2,5 dl) - cerca de 6 limões médios
raspa de 2 limões

Preparação:
1 - Numa tigela ou copo grande, deite o sumo e a raspa dos limões. Reserve.
2 - Deite a água e o açúcar num tacho, mexa e leve ao lume para ferver. Logo que levante fervura, reduza para o mínimo e conte 5 minutos exactos. Desligue o lume e retire o tacho para o lado, até que deixe de borbulhar.
3 - Junte o sumo reservado à calda de açúcar, mexa e verta o concentrado num frasco de vidro. Tape com tampa hermética e guarde em local escuro e fresco.

Dá para 1 litro de Xarope.

Notas:
- O sumo de limão não deve ferver para não neutralizar a vitamina C. Por isso, a operação nº 3 é feita fora do lume.
- Não necessita de frigorífico mas no Verão é mais agradável servir fresco.
- Para servir, coloque 1 a 2 colheres de sopa num copo de água fresca e mexa.
- Decore os copos com uma folha de hortelã aberta até ao meio (ou uma tira de casca de limão) encaixada na beira do copo.
- Pode usar o Concentrado de Limão para adoçar Iogurtes naturais, cobrir Panquecas, enxaropar Bolos, enfeitar Gelados ou Sobremesas de colher.

Tenham um bom fim de semana.
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)

UMA VISITA À PRIMAVERA...

          Um quintal no Cabeço

Uma Visita à Primavera, na minha aldeia, a Paiágua.
Chegámos há cerca de uma semana para assistir à Primavera vibrante na Natureza e no nosso quintal.

     A nossa Cerejeira em flor

 Na aldeia, as cerejeiras já estavam bem floridas, como podem ver na foto a seguir, tirada durante um dos nossos passeios pelo campo.


Nesta altura do ano, a Natureza oferece-nos uma admirável explosão de cores e aromas.


A carqueja em flor (mais o "fantasma" da fotógrafa, he,he).


O viço perfumado dos pinheiros em flor.



A urze rosada, salpicada pelo amarelo da carqueja.


Os pampilhos, nome que dão aqui na aldeia ao Chrysantthemum coronárium syn, a plantinha milagrosa que cura muitos males, entre eles as doenças das unhas, provocadas por micoses e fungos, como podem ver aqui http://receitasdatiafatima.blogspot.pt/2013/01/para-males-nas-unhas-um-remedio-natural.html

 
E por aqui ficarei mais uns dias, a recarregar as baterias até ter de voltar ao bulício da capital.
Boa semana para todos os que passarem por aqui.
Beijinhos da

Bombom ( Tia Fátima ou Avó Fátima)

COGUS BOX OU COMO CULTIVAR COGUMELOS EM CASA

Cogumelos Pleurotos em pleno crescimento

Esta Páscoa recebi um presente de que muito gostei: um "kit" Cogusbox para cultura de cogumelos em casa, reciclando borras de café.

 
Vêm nesta caixa e só temos de abrir esta janela que já vem marcada e cortar o plástico de revestimento. Depois borrifa-se (rega) com água 2 vezes ao dia e espera-se que cresçam.


Normalmente, parece que eles crescem pela abertura em cruz que se vê na foto, no entanto estes cresceram logo pela parte superior da caixa e eu abri e tenho borrifado (regado) por cima também.


E ao fim de 4 dias estão já deste tamanho! Ainda há alguns a desenvolver-se e só se colhem quando pararem de crescer. Nessa altura, colhem-se pela base ou seja pelo pé e utilizam-se nas receitas culinárias. 
Continua-se a regar (borrifando) e espera-se mais uns dias pela 2ª colheita.
E se tudo correr bem, podem ainda ter uma 3ª.
Se quiserem ver como se colhem e se cozinham, vejam no link abaixo, no sítio das receitas e têm mais informações sobre como comprar e os preços que são bastante acessíveis.
www.cogusbox.com 

Também podem ver no Facebook em www.facebook.com/cogusbox

Espero que gostem porque eu estou encantada a vê-los crescer de dia para dia.
Tenham um resto de semana feliz. 
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima) 

BOLO TORTO


Este ano, em vez do Folar da Páscoa, resolvi fazer o bolo que na minha aldeia da Beira Baixa está presente em todas as festas, o BOLO TORTO.
Não difere muito de um Folar,  pois tem a mesma forma e leva os mesmos ingredientes, não esquecendo a erva doce e a canela, mas é um Bolo de Azeite.
Faço na MFP por causa das artroses que não me deixam amassar e desta vez experimentei uma técnica diferente. Estive atenta à primeira amassadura e quando terminou, desliguei a máquina. De seguida, voltei  a ligar no início e deixei o programa seguir normalmente com os 2 ciclos de amassar.
No final os bolos ficaram muito mais macios do que é habitual.
Aqui fica a receita para quem quiser experimentar.

Bolo Torto

6 ovos
125 ml de azeite virgem
50 ml de aguardente ou aniz
1 cubo (25 g) de fermento de padeiro fresco
50 ml de leite morno (para dissolver o fermento)
125 g de açúcar
700 a 750 g de farinha de trigo T55 (sem fermento)
1 colher de chá de erva doce em pó
1 colher de chá de canela em pó
1 colher de café cheia de sal marinho
1 ovo batido (ou 1 gema) para pincelar
1 tabuleiro forrado com papel vegetal de culinária

Na Máquina de Fazer Pão (MFP):
Batem-se os ovos e deitam-se na cuba da MFP.
Junta-se o azeite morno (quentinho) e a aguardente ou aniz.
Amorna-se o leite 15 segundos no microondas  e derrete-se o fermento de padeiro que se junta aos restantes ingredientes líquidos.
Acrescenta-se o açúcar, a farinha, a erva doce, a canela e o sal.
Liga-se no Programa de Massas (amassar) 6.
Quando terminar a primeira etapa de amassar, desligue a MFP e programe de novo (6).
Cinco minutos  antes de terminar o ciclo, ligue o forno para aquecer.
Depois retire a massa para cima de uma tábua e amasse um pouco para perder o ar.
Divida a massa em 2 ou 3 porções, conforme queira bolos maiores ou menores e coloque-os no tabuleiro.
Desligue o forno e ponha o tabuleiro lá dentro para levedar durante cerca de 45 minutos a 1 hora, ou até que dobrem de volume.
Antes de cozerem, pincele-os com ovo batido e, se gostar, salpique com açúcar branco por cima.
Coloque um tachinho de inox com água no fundo forno (para que os bolos não fiquem queimados por baixo) e ligue-o a 180º C e deixe que os bolos cozam por 30 a 40 minutos, até ficarem dourados.

Nota: Das 2 experiências que fiz, tive de aumentar a quantidade de farinha de 500 para 700 a 750 gramas. De acordo com a marca de farinha que usarem, pode variar um pouco, para mais ou para menos. Usei farinha Espiga T55.

Aproveito para desejar a todos uma Santa Páscoa, com muita Alegria.
Beijinhos da

Bombom (Tia Fátima ou Avó Fátima)